OPARÁ - Centro de Pesquisas em Etnicidades, Movimentos Sociais e Educação

O termo OPARÁ refere-se à denominação que os primeiros habitantes da região deram para o Rio São Francisco. Significa rio-mar, e serve como um referencial histórico e sociocultural, para ser sempre lembrado e discutido com as Comunidades a sua relação com o Rio e com o Bioma Caatinga. 

(Juracy Marques)

Histórico, Atuação e Base Legal

http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/38069

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O OPARÁ - Centro de Pesquisas em Etnicidades, Movimentos Sociais e Educação -  um Órgão Suplementar da Universidade do Estado da Bahia, sediado no Departamento de Educação Campus VIII, em Paulo Afonso, com Núcleos nos Campi de Euclides da Cunha e Juazeiro. Surgiu em 2008 a partir de um grande encontro de pesquisadores, pesquisadoras, estudantes, representantes dos Povos Indígenas e Comunidades Tradicionais com o objetivo de tornar-se um espaço acadêmico capaz de fortalecer, incentivar as pesquisas, a formação continuada e dinâmica dos Povos Tradicionais, Indígenas e lideranças de Movimentos Sociais em relação à afirmação, conhecimento e valorização dos seus saberes e fazeres, como forma de empoderamento das identidades e dos seus patrimônios bioculturais, contribuindo assim para uma permanente construção da cidadania ativa, de uma prática social que promova a cultura dos direitos humanos para todos os setores da sociedade.  Sob essa ótica, o Centro de Pesquisas em Etnicidades, Movimentos Sociais e Educação – OPARÁ foi legalizado dentro da UNEB acordo com a Resolução CONSU N.º 1010 de 1º de Setembro de 2013, bem como seu Regimento Interno é aprovado pelo Conselho Superior através da RESOLUÇÃO Nº 1.204/2016

 

Sustentado na tríade Ensino, Pesquisa e Extensão o OPARÁ-UNEB  através de suas linhas de pesquisas, desenvolve projetos na perspectiva de promover a qualificação de professores, pesquisadores, profissionais indígenas, quilombolas e trabalhadores rurais, oferecendo cursos  de formação continuada e de pós - graduação intercultural a fim de fomentar experiências de pesquisas, sistematização, registro de práticas e conhecimentos tradicionais,  a partir do princípio da autoria, bem como produzir material didático para uso em suas escolas. Busca também através de projetos de capacitação estimular a gestão territorial com ações que integram experiências de uso, manejo e conservação dos recursos naturais para garantir a integridade e uso sustentável de seus territórios. 

 

Embora o OPARÁ seja reconhecido como Centro Estratégico para Políticas Indigenistas no âmbito da Universidade do Estado da Bahia no atendimento aos Povos do norte e oeste do Estado pelos projetos que desenvolve, pela presença forte de pesquisadores, pesquisadoras indígenas e indigenistas, e sobretudo pelo sentimento de pertencimento que os Povos Indígenas destes Territórios sentem em relação a este espaço acadêmico, também agrega prática, princípios e ações  na perspectiva de fortalecer e incentivar a Pesquisa, Extensão e Formação continuada junto a outros Povos e Comunidades Tradicionais e os Movimentos Sociais valorizando suas lutas, contribuindo para o fortalecimento em relação à afirmação, conhecimento, valorização dos costumes e saberes, sustentabilidade, conservação de patrimônios culturais e imateriais, além dos patrimônios naturais que compõem as paisagens do semiárido.

Fale conosco

Opará - Centro de Pesquisa
 

Rua do Bom Conselho, 179

Bairro: CHESF

Vizinho a APAE
oparauneb8@gmail.com

Tel: 75 3281 7356 ou 6585 (Central)

Ramal: 230
 

Por favor preencha o formulário abaixo
e entraremos em contato em breve: