Projetos de Formação Continuada 

Práticas Pedagógicas de Ensino em Educação Indígena, relações étnicos raciais e Movimentos sociais

Concebido como um espaço de ensino-pesquisa-aplicação que se concretiza através de uma parceria do Colegiado de Pedagogia articulado com os Componentes Curriculares História e Culturas Afro Brasileiras e Indígenas, Antropologia, Prática da Pesquisa Pedagógica e Educação do Campo, com a Licenciatura Intercultural de Educação Escolar Indígena – LICEEI. 

 

Funciona também como um instrumento de capacitação e desenvolvimento do espírito científico de alunos e professores das escolas do Campo e dos Povos tradicionais da região incentivando-os a produzir e publicar seus trabalhos, suas práticas pedagógicas e material didático voltados para as questões etnoraciais em pauta nos currículos educacionais no Brasil. A produção de saberes em nossa proposta com Educação Escolar Indígena, a partir do laboratório, visa oferecer mecanismos de socialização duplamente eficazes quando se trata do processo de alfabetização, trazendo para a arena de discussão o saber especializado dos professores e a reflexão acerca do recorte teórico apresentando e experimentado na prática.

 

Entre 2013 a 2016 com publicação online foram produzidas 04 cartilhas deliteratura infantil para serem utilizadas nas Escolas das Aldeias Indígenas. Também foram publicados online quatro livros: Histórias Kiriri de autoria de Claudemir de Jesus Andrade kiriri, Ervas medicinais do Povo Kiriri de autoria de Davi de Jesus Kiriri, Narrativas Indígenas de autoria de professores indígenas dos diversos povos indígenas da região e Perspectivas para Educação Escolar Indígena Intercultural produzido por pesquisadores do OPARÁ, indígenas e não indígenas vinculados ao projeto Saberes Indígenas na Escola. Este ano aguardamos recursos para a publicação impressa deste material visando a distribuição para os alunos das escolas indígenas.

 

Coordenadores:

Profº. Me. Tonivaldo Barbosa

Profª. Me Telma Cruz

Profª. Me. Floriza Sena

 

Pesquisadores Vinculados: Roberto Remígio Florêncio, Anny Carneiro Santos, Bruna Cordeiro, Rafael Luz, Maria Adaldgiza Xavier Kaimbé, Elaine Patricia Krin Sí Atikum, Antonia de Assis Fechiá Tuxá, Genicleia Cá Arfer Jurum Tuxá, Maria do Socorro Apako Cá Arfer Careté Tuxá, Tatiane Cataá Cá Arfer Tuxá, Rosivânia Cá AferCataáTuxá, Jucimar Pereira.

 

 

Encontro de Professores e Professoras Indígenas do Norte e Oeste da Bahia

Encontro anual que reúne professores das escolas indígenas estaduais do norte e oeste da Bahia, promovido pela Associação de Professores Indígenas do Norte e Oeste da Bahia – APINOBA, OPARÁ, FORUMEIBA, Coordenação de Educação Escolar Indígena das Regionais com o objetivo de dialogar sobre a formação de professores e as políticas educacionais para as escolas indígenas. Como resultado do último encontro, foi criada uma comissão com representantes do Movimento Indígena (APINOBA, MIBA, MUPOIBA, e FORUMEIBA) de da coordenação do OPARÁ, para planejar e negociar junto aos órgãos competentes a implantação de novas licenciaturas Indígenas na UNEB.

Responsável: APINOBA/OPARÁ; FORUMEIBA; DIRECs REGIONAIS

Programa Saberes Indígenas na Escola

O Programa Saberes Indígenas na Escola é um projeto criado em todo Brasil pela SECADI/MEC que busca promover a formação continuada de professores da educação escolar indígena, especialmente aqueles que atuam nos anos iniciais da educação básica; oferecer recursos didáticos e pedagógicos que atendam às especificidades da organização comunitária, do multilinguismo e da interculturalidade que fundamentam os projetos educativos nas comunidades indígenas; oferecer subsídios à elaboração de currículos, definição de metodologias e processos de avaliação que atendam às especificidades dos processos de letramento, numeramento e conhecimentos dos povos indígenas; fomentar pesquisas que resultem na elaboração de materiais didáticos e paradidáticos em diversas linguagens, bilíngues e monolíngues, conforme a situação sociolinguística e de acordo com as especificidades da educação escolar indígena. No Estado da Bahia é coordenado pela UNEB através do OPARÁ em parceria com o Instituto Federal de Educação – IFBA de Porto Seguro. Acompanha a formação 12 povos indígenas: Atikum, Kaimbé, Kantaruré, Kiriri, Pankararé, Pataxó, Pataxó Hã-hã-hãe, Truká, Tumbalalá, Tupinambá, Tuxá, Xucuru-Kariri, totalizando mais de 581 professores indígenas com um alcance médio de 2000 alunos das primeiras séries do I ciclo do Ensino Fundamental. Apesar do recurso do FNDE ainda não ter sido disponibilizado, o OPARÁ em parceria com o IFBA/Porto Seguro está conseguindo cumprira todas as metas e etapas do Programa.

Fale conosco

Opará - Centro de Pesquisa
 

Rua do Bom Conselho, 179

Bairro: CHESF

Vizinho a APAE
oparauneb8@gmail.com

Tel: 75 3281 7356 ou 6585 (Central)

Ramal: 230
 

Por favor preencha o formulário abaixo
e entraremos em contato em breve: